Início

NOTÍCIAS
IMPRENSA
GUINÉ-BISSAU RETOMA PROCESSO DE RECONCILIAÇÃO
20/05/2015

O representante especial do Secretário –Geral, Miguel Trovoada, assistiu hoje no Parlamento ao juramento dos 32 membros da Comissão para a Conferência Nacional de Reconciliação, marcando seu ressurgimento oficial.


 A cerimónia foi presidida pelo Presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP, sigla Português) ANP Speaker, Cipriano Cassamá.

A Comissão é liderada pelo Padre Domingos Fonseca. No seu discurso, ele sublinhou que a paz, como condição prévia para o desenvolvimento nacional, está ao alcance mas isso exigirá esforços de todos e sem excepção. "A busca da verdade vai estar no centro do trabalho da Comissão", acrescentou.
 
“A verdade nos libertará e a justiça nos unirá”, disse também o Presidente do Parlamento num discurso emocional.
 
"O país pode transformar o seu presente se todos os Bissau-guineenses se reconciliarem com o seu passado para se prepararem melhor para o futuro. No entanto, ele sublinhou que a busca a verdade não pode ser transformada numa caça às bruxas, mas todos devem ser capazes de falar o que aconteceu para evitar sua repetição. Só através da verdade, vamos lembrar aqueles que morreram e as outras vítimas ", explicou.
 
Cipriano Cassamá continuou dizendo que o Estado também deve assumir a sua culpa do passado. O país deve resolver as causas da violência e as desigualdades para que todos os seus cidadãos possam desfrutar de uma vida digna. Ele também adiantou que os partidos políticos devem ter em mente a possibilidade de fornecer uma amnistia como um dos instrumentos que podem conduzir à reconciliação nacional.
 
Após a inauguração do novo Parlamento em 21 de Julho de 2014, Cipriano Cassamá tinha expressado a sua intenção de retomar as atividades da ANP Comissão Organizadora da Comissão Nacional para a Reconciliação criada em 2008, que tinha sido interrompida desde janeiro de 2012, quando o então presidente Malam Bacai Sanha faleceu. O golpe abril 2012 contribuiu ainda mais para manter a Comissão suspensa até à restauração da ordem constitucional em 2014.
 
Desde que assumiu o cargo, tanto o presidente José Mário Vaz como o primeiro-ministro Domingos Simões Pereira expressaram seu compromisso de percorrer o caminho do diálogo para a reconciliação nacional.
 
Numa sessão extraordinária, em setembro de 2014, os membros da ANP aprovaram uma resolução para reactivar a Comissão Organizadora. Em outubro de 2014 o UNIOGBIS ajudou a Comissão na revisão do trabalho feito antes da suspensão e continua pronto a apoiar todo o processo de reconciliação.
 
As Nações Unidas estão mandatadas para apoiar o processo de diálogo e reconciliação pela Resolução do Conselho de Segurança 2230 de 2015.
 



Imprensa
Notícias, Revista de imprensa, Entrevistas,
Fotos, Audio e Vídeo








Próximos eventos

 

13.06.2016

Encontro com Ministro dos Negócios Estrangeiros do Timor-Leste


13.06.2016

Encontro com Ministro dos Negócios Estrangeiros do Timor-Leste


Contactos

 

Mapa do site     |     Política de privacidade